Blog do JJP - Notícias Populares do Maranhão

Cinco nomes já se colocam como pré-candidatos ao Governo do Maranhão

Em 2022, o maranhense terá a oportunidade de escolher o novo governador do Maranhão e essa situação já gera muita disputa entre os personagens da política maranhense, afinal muitos querem assumir o comando do Palácio dos Leões. Porém poucos tem condições de viabilizar seus nomes para a disputa.

O Blog traz um levantamento daqueles que já trabalham para o pleito do próximo ano.

Carlos Brandão – O natural sucessor de Flávio Dino, o vice-governador levanta vantagem por ser o primeiro na linha sucessória e ainda sentar na cadeira de governador, caso Flávio vá disputar algum cargo em 2022. Brandão conta com um time de apoiadores importantes, seja dentro do governo ou fora do governo. Alguns que o apoiam, enxergam como uma oportunidade de também chegar ao Palácio dos Leões futuramente, uma vez que em 2026 ele não poderia ir para reeleição.

Brandão tem como aliado o ex-governador Ze Reinaldo Tavares, que fez o mesmo caminho em 2002, quando vice de Roseana, acabou se reelegendo governador, após afastamento da filha de Sarney para disputar o Senado.

Weverton Rocha – O mais astuto político maranhense da atualidade, já deixou claro que deseja ser governador a qualquer custo. Apesar de ser do grupo de Flávio Dino, o pedetista não enxerga problemas em romper com o comunista para atingir os seus objetivos.

Weverton tem uma ascensão política meteórica. Em 2010, disputou o cargo de deputado federal, mas ficou na suplência. Mas a partir de 2012, ele vem alcançando vitórias importantes desde a vitória de Edivaldo a prefeitura de São Luís. Logo em seguida se elegeu federal em 2014 e senador em 2018. Hoje administra também um conglomerado de comunicação.

Simplício Araújo – O secretário de Indústria e Comércio, pode ser uma opção para evitar um racha no grupo de Flávio Dino por conta da disputa entre Brandão e Weverton. Ele vem ganhando notoriedade por seu reconhecido e excelente trabalho no combate a pandemia da covid-19. Já demonstrando capacidade de gestão ainda mais em momentos de crise.

Simplício é um fiel aliado de Flávio Dino. Juntos desde 2014, o titular da Seinc é um ferrenho defensor do nome do governador. Apesar de não deter mandato eletivo, Araújo possui boa interlocução na direção nacional do Solidariedade e ainda acumula experiência com alguns parlamentares do Congresso Nacional.

Roberto Rocha – O senador aposta todas as suas fichas em Bolsonaro para alcançar um bom desempenho ou quem sabe a vitória em 2022. Caso obtivesse sucesso nas urnas encerraria a discussão de que foi Flávio Dino que o levou a vitória do Senado em 2014.

Com a experiência de mandatos de deputado estadual, deputado federal, vice-prefeito de São Luís e atualmente de senador, Roberto tenta alcançar o mesmo feito do pai que foi governador na década de 80. Roberto Rocha também possui veículos de comunicação, mas pouco explora a seu favor.

Lahesio Bonfim – O prefeito de São Pedro dos Crentes é um franco-atirador nessa pré-corrida eleitoral. Filiado ao PSL, o gestor não possui articulação nem estadual ou federal, mas quer sair como o nome da direita maranhense.

Lahesio tem como trunfo o fato de ter sido reeleito com o maior percentual em proporção, 93% dos votos na pequena São Pedro dos Crentes. O número só tem um valor simbólico, pois pouca representa para o estado.

Vale destacar que nas últimas disputas estaduais de 2010, 2014 e 2018, todas terminaram no primeiro turno, assim como em 1998 e 2002. Apenas 1994 e 2006, as disputas terminaram de forma acirrada e no segundo turno.

Categoria: Notícias

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*