Blog do JJP - Notícias Populares do Maranhão

Ex-prefeito Chico Leitoa confirma candidatura a deputado estadual em 2022

Ex-prefeito de Timon, Francisco Rodrigues de Sousa, o “Chico Leitoa”, confirmou a candidatura a deputado estadual em 2022 pelo PDT. Em vídeo, Chico Leitoa, que é assessor do senador Weverton Rocha, afirma que o seu grupo político precisa retomar no mandato na Assembleia Legislativa.

O lançamento da candidatura de Chico Leitora é uma das articulações para eleger o senador Weverton Rocha governador do Maranhão nas eleições do ano que vem.

Além do apoio de WevertonA candidatura de Chico vai contar o trabalho do grupo político liderado pela prefeita de Timon, Dinair Veloso, outro “cabo eleitoral” fortíssimo de Leitoa para retornar à Assembleia Legislativa do Maranhão.

Erlanio em Timon: “Fake News não vão vencer. Nada vai nos intimidar”

Durante o encontro Maranhão Mais Feliz, realizado no último sábado (20), em Timon, o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão e prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier, rebateu as fake news divulgadas sobre o evento do PDT.

“Divulgaram uma fake news que não ia ter evento e olha o que se transformou isso aqui. Amigos, a nossa caravana, os nossos prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, lideranças políticas que nos acompanham dos quatro cantos do nosso estado”, disse o gestor.

“Não poderia deixar de agradecer a todos os prefeitos e as prefeitas, ex-prefeitos, vereadores e vice-prefeitos que tem nos acompanhado nessa luta árdua, nessa luta que vai transformar o nosso estado, que vai dar dignidade para o nosso povo e, tenho certeza, amigos e amigas, que essa luta está só começando, nada vai nos parar, fake news não vão vencer, nada vai nos intimidar e nem nos calar”, finalizou o prefeito.

O evento reuniu lideranças políticas, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores, além de milhares de pessoas do município e vindas de outras regiões.

Weverton se encontra com dirigentes do PT e conhece programas sociais em Maricá

O senador Weverton (PDT) se reuniu neste domingo em Maricá (RJ), com o ex prefeito de Maricá (RJ) e membro da Executiva Nacional do PT, Washington Quaquá, e o presidente do PT do Rio de Janeiro, João Mauricio.  Também participou do encontro o presidente do diretório municipal do PT de São Luís Honorato Fernandes. O município de Maricá é administrado pelo PT há 13 anos.

Um dos objetivos do encontro foi conhecer projetos implantados no município, como a utilização da moeda social Mumbuca, o programa Renda Básica Cidadania, transporte gratuito e o banco Comunitário e Popular de Maricá.  A eleição de 2022 também foi pauta do encontro.

Entre os programas apresentados durante a visita está o Banco Comunitário e Popular de Maricá que funciona a partir da moeda social Mumbuca. O banco gere a moeda, tem linha de crédito para pequenos empreendedores, pequenas reformas, reformas habitacionais e vai lançar uma linha de crédito para aplicação de placas de energia solar.

2022
As eleições de 2022 também foi tema do encontro deste domingo. Pré-candidato ao governo do Maranhão o senador Weverton tem mantido diálogo  constante com o ex-presidente Lula, bem como com outros dirigentes do Partido.

“Nós reconhecemos a trajetória e militância que Weverton teve no momento difícil que o PT e o presidente Lula viveram. Weverton foi um grande deputado federal, é um grande senador. Tem história no campo progressista e eu tenho certeza que se for candidato ao governo do Maranhão, com o apoio do PT e do presidente Lula, pode continuar o bom trabalho que vem sendo realizado no estado pelo governador Flávio Dino”, disse presidente do PT do Rio de Janeiro, João Mauricio

O ex-prefeito de Maricá e membro da Executiva Nacional do PT, Washington Quaquá, destacou que o senador Weverton é um aliado histórico do PT.

“O senador Weverton é alguém que teve absoluta solidariedade política e pessoal com o presidente Lula desde os primeiros momentos da sua perseguição. Nós temos muito respeito e consideração pelo senador Weverton por tudo que ele fez. Queremos para o Maranhão uma solução de esquerda. Temos um respeito imenso pelo governador Flávio Dino. Achamos que ele tem que ser o senador da república na próxima eleição, mas queremos construir com Weverton a solução para o Maranhão. Ele tem todo o nosso apoio”, disse Washington Quaqua.

O senador Weverton destacou a importância da articulação política e administrativa do ex-prefeito de Maricá e membro da executiva nacional do PT, Washington Quaquá e do disse presidente do PT do Rio de Janeiro, João Mauricio.

“Washington Quaquá é um líder que é referência hoje, não só no Estado, mas em todo o Brasil nesta nossa luta no campo progressista. Ele, junto com o presidente João e todos que estão ajudando a construir este novo momento do campo progressista, precisam estar mais do que nunca sintonizados. E este é o nosso papel. Eu sempre tive um ótimo diálogo e boa convivência com a direção nacional do PT e todos os partidos que compõem o campo progressista e irei continuar dialogando para discutir a situação atual do Brasil, e claro, a situação do Maranhão, no qual a gente pretende estar todo mundo junto para construir uma grande vitória”, disse o senador Weverton Rocha.

Confira como foi a grande final do Campeonato Limoeiro

Foi realizado no ultimo sábado (13),  a grande final do campeonato do Limoeiro onde disputaram as equipes Colônia X Fundão.

Depois de uma grande disputa e muita emoção, consagrou-se campeã a equipe do Fundão. O campeonato teve duração de 3 meses e foi reaizado na região do polo Santana Velha, zona rural de Codó.

O evento contou com o apoio total da Prefeitura de Codó através do prefeito Dr. Zé Francisco, vereador Galiléia e do jovem Pedro Neres.

Eu sou codoense – Por Pedro Neres

Povo bravo e guerreiro ! Sinto Orgulho de ter nascido e crescido nessa terra e ter conquistado muitos amigos.

Temos a missão de resgatar o sentimento de ter orgulho de nascer e crescer nessa terra, continuaremos lutando todos os dias, juntos e misturados para trazer progresso à nossa Codó, valorizando cada conquista para essa terra, nossa princesa do vale do Itapecuru.

Pesquisa revela preferência por Roseana Sarney e Weverton Rocha para Governo do MA em 2022

O senador Weverton Rocha (PDT) e a ex-governadora Roseana Sarney são os candidatos preferidos do eleitorado maranhense para a disputa do Palácio dos Leões em 2022, segundo pesquisa da Econométrica/TV Difusora, realizada entre os dias 03 e 06 de novembro. A disputa das eleições majoritárias mostram Weverton e Roseana empatados tecnicamente e liderando os diferentes cenários.

Na pesquisa espontânea, Roseana aparece com 10,1% e Weverton Rocha com 9,1%. Na estimulada, Roseana tem 25,1% e Weverton com 22%. O vice-governador Carlos Brandão tem 4,9% e 10,5% nas respectivas pesquisas.

Sem a opção de Roseana Sarney, Weverton Rocha lidera em todos os cenários das pesquisas. Na espontânea, o senador aponta 28,2% das intenções de votos, seguido por Carlos Brandão, com 13,3% e Roberto Rocha, com 12,5%. Na estimulada, Weverton tem 36,4% seguido de Edivaldo Holanda Júnior com 18,9% e Carlos Brandão com 18,4%.

Em um possível segundo turno entre Weverton e Brandão, o senador aponta 42,4%, vencendo com quase 20% de diferença o atual vice-governador Carlos Brandão, que aparece com 23% dos votos.

Na pesquisa de rejeição, Roseana Sarney, Josimar de Maranhãozinho, Carlos Brandão, Roberto Rocha e Simplicio Araújo estão entre os cinco primeiros do ranking.

Flávio Dino reafirma critérios para escolha do sucessor

O governado Flávio Dino (PSB) reafirmou hoje, em Imperatriz, os critérios para a escolha do seu sucessor no Palácio dos Leões. Ele reafirmou ainda que até o fim deste mês fará a reunião com os partidos da base aliada para que se chegue a um consenso sobre o nome do candidato que terá o seu apoio ao governo do estado.

Em virtude dessa reunião, Dino classificou este mês de novembro como “tão importante para a história política no que se refere à 2022”.

Sobre os critérios para a escolha do seu sucessor, o novo socialista afirmou que o seu candidato precisa apresentar três qualidades: lealdade ao programa de governo já desenvolvido, agregação política e potencial eleitoral.

Atualmente, os pré-candidatos que estão disputando o apoio de Dino são o vice-governador Carlos Brandão (PSDB); o senador Weverton Rocha (PDT) e o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo (Solidariedade).

Felipe Camarão, apesar de insistir em dizer que é pré-candidato por ordem de Dino, deve ser mesmo candidato a deputado federal ou ocupar uma das suplências governador em fim de mandato na disputa para o Senado.

Servidores do Detran iniciam greve por tempo indeterminado

Em assembleia realizada na noite dessa segunda-feira, 8, os servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran) decidiram iniciar uma greve por tempo indeterminado.

Segundo o sindicato que representa a categoria, o Sinsdetran, os servidores estão com os salários congelados há oito anos e ainda estão prestes a perder o auxílio-alimentação quando se afastam para tratamento de saúde ou durante a gravidez.

Durante a greve, apenas 30% dos servidores estarão em atividade para fazer o atendimento à população. Nos próximos dias, outras categorias do serviço público estadual também podem paralisar as atividades reivindicando melhores condições salariais.

Evento com apoio de Pedro Neres e Edilázio já tem data e local marcados

Os políticos já abriram a temporada de  afagos aos seus eleitores e a festa na praça de São Sebastião está em alta. Por lá já passaram Francisco Nagib, o próprio prefeito Dr. Zé Francisco, depois Pedro Belo e Adelmo Soares.

Agora será a vez de Pedro Neres e Edilázio Júnior no que está sendo intitulado de Mega Evento da Família Codoense. A programação já anunciada  nas redes sociais inclui atividades esportivas e sorteio de brindes, será dia 26 de novembro.

VEJA O VÍDEO!

A fome – Por José Sarney

As imagens têm se sucedido Brasil afora: as pessoas catando lixo e descartes de comida em busca de superar o drama terrível da fome. Quando isso acontece é sinal de que atingimos uma linha de alerta para a qual é necessária a mobilização de toda a sociedade.

O problema da fome é dos mais antigos da Humanidade. Foi certamente em busca de novas fontes de alimento que os primeiros homens se espalharam da África para o resto do mundo — tinham que acompanhar as mudanças climáticas de então, mas estamos falando de processos que levavam milhares de anos.

A força do Egito e de Roma estava nas grandes reservas de grãos. Os egípcios tinham as cheias do Nilo como sinal de que suas margens garantiriam mais ou menos trigo. Havia até os nilômetros, o principal o de Elefantina. Eram eles que indicavam o que os faraós distribuiriam ou não de alimentos. No caso de Roma eram as grandes colônias da Magna Grécia e África as principais fontes, mas havia o controle da produção em grandes armazéns para que a distribuição do grão — para o panis — garantisse a tranquilidade da plebe e do proletariado. Todos os grandes impérios tinham, de uma forma ou outra, suas reservas. Nem sempre elas funcionaram.

Hoje a FAO estima que haja no mundo 600 mil pessoas sem comer e 41 milhões com fome. A História conta mais de quarenta ocasiões em que o número de mortos pela fome foi de mais de um milhão de pessoas, e a China tem os tristes recordes de ter perdido mais de 40 milhões no começo do século XIX e de 55 milhões no fim dos anos 1950.

O Brasil sempre teve o problema. De quando em vez as grandes secas traziam, sobretudo ao agreste nordestino, grandes calamidades, mas não vivíamos a época da mídia em tempo real mostrando a morte. As imagens que ficavam eram as dos retirantes, como meu avô Assuéro, que veio da Paraíba em busca de terra para plantar e felizmente a encontrou aqui no Maranhão.

Eu tive sempre consciência do problema que era a fome que não mata de vez, mas aos poucos. Por isso mesmo, quando Presidente da República, dei grande importância aos programas de apoio alimentar, o principal deles o do leite para as crianças. Mais tarde dei o apoio possível ao José Graziano, quando fez o Programa Fome Zero, durante o governo Lula. Este programa, mais o Bolsa Família, tiveram um enorme sucesso, e o fantasma da fome parecia afastado do Brasil.

Infelizmente ele volta agora. Nada é mais importante do que combater a extrema desigualdade que a causa. Quem tem fome não tem nada mais, perdeu tudo: emprego, casa, dignidade humana.

Talvez mais que as imagens das pessoas catando lixo me chocou a notícia de que houve recurso contra a absolvição de pessoas que haviam sido presas pegando comida descartada nos fundos de um supermercado.

O Brasil ainda é um país rico. Esse egoísmo é inaceitável. É a sociedade como um todo que tem que se mobilizar e dar de comer a quem tem fome.