Blog do JJP - Notícias Populares do Maranhão

Carlos Brandão abre 11 pontos na disputa pelo Governo do Maranhão

Brandão, Weverton e Lahesio são os mais bem posicionados (Foto: Reprodução)

atual governador do Maranhão Carlos Brandão avança na preferência do eleitorado maranhense. No último dia 19 de julho ele recebeu um importante apoio para sua eleição, o da ex-governadora Roseana Sarney.

Roseana estava sendo procurada por todos os demais candidatos para conseguir o apoio dela. Roseana é detentora de mais de 35% dos votos para o governo, mesmo não sendo candidata a governadora. A classe por política acredita que Roseana consegue transferir mais de 25% dos votos ao governador Brandão.

Nesta pesquisa, foram ouvidas 1535 pessoas em 57 municípios do Maranhão, incluindo a capital São Luís, no período de 19 a 22 de julho de 2022, com uma margem de erro de 2,5% para mais ou para menos, e confiabilidade de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE com o número MA-08398/2022.

Os resultados da pesquisa Econométrica/O Imparcial estimulada para o Palácio dos Leões, o governador Carlos Brandão (PSDB) lidera com 34,8% das intenções de voto, seguido do senador Weverton, com 23,6%, e do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PTB), que completa o três primeiros lugares com 20,5%. O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PSD), foi escolhido por 7,6% dos eleitores questionados.

Carlos Brandão abre 11 pontos na disputa pelo Governo do Maranhão - Imagem 2Enilton Rodrigues seria o governador para 1,0% dos eleitores maranhenses, caso a eleição fosse hoje. O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) recebeu 0,5% das intenções, enquanto Hertz Dias (PSTU) teve 0,1%. 4,6% do eleitorado declarou que votaria em branco ou nulo, e 7,4% não souberam ou não responderam.

Segundo turno

A pesquisa também simulou três cenários de confronto para um possível segundo turno. Na disputa entre Carlos Brandão e Weverton Rocha, o atual governador teve 42,1% das intenções de voto, contra 32,9% para o senador do PDT. Não sabem ou não responderam contabilizaram 14,2%, votos nulos e brancos somaram 10,8%.

Carlos Brandão abre 11 pontos na disputa pelo Governo do Maranhão - Imagem 3No confronto entre Carlos Brandão e Lahésio Bonfim, o governador também levaria a melhor, com 46,5% das intenções. Lahésio Bonfim recebeu as intenções de 31,1% do eleitorado representado na pesquisa. Brancos e nulos foram 11,3%, não sabem/não responderam somaram 11,0%.

No terceiro duelo simulando um segundo turno, dessa vez entre Weverton Rocha e Lahésio Bonfim, o candidato pedetista venceria a eleição nesta data, com 41,2% das intenções, contra 30,0% do prefeito de São Pedro dos Crentes. Brancos e nulos somaram 14,8%, não sabem/não responderam são 14,0%.

As informações são do O Imparcial e Minuto Barra

As convenções partidárias para a disputa do Governo do Maranhão

A partir da semana que vem, mais precisamente dia 20 de julho, será iniciado o prazo para a realização das convenções partidárias, onde os partidos políticos definem oficialmente as candidaturas majoritárias e proporcionais que disputarão as eleições deste ano.

Para as eleições de 2022, o prazo final estabelecido pela legislação eleitoral será de 05 de agosto.

No Maranhão, entre os sete pré-candidatos ao Governo do Maranhão, pelo menos seis já oficializaram as datas das convenções.

O primeiro partido a realizar será o PSTU, que oficializará o nome do professor Hertz Dias, no dia 20 de julho, no primeiro dia de abertura do prazo.

Logo depois, no dia 27 de julho será a vez do Solidariedade confirmar o nome de Simplício Araújo, com início da convenção as 7:07 da noite, no Rio Poty Hotel, em São Luís.

No dia 29 de julho, no Estádio Nhozinho Santos, será a vez do PDT confirmar o nome do senador Weverton Rocha na disputa pelo Palácio dos Leões.

O dia 30 de julho será marcado por três convenções partidárias, já que o PSC, PSD e PSB, irão oficializar os nomes de Lahesio Bonfim, Edivaldo Júnior e Carlos Brandão, respectivamente, na disputa pelo Governo do Maranhão.

Nas convenções partidárias, existe a expectativa que todos apresentem os nomes dos outros membros da chapa, como vice-governador e senador.

Somente o PSOL, que tem como pré-candidato Enilton Rodrigues, até o momento, ainda não confirmou oficialmente a data da convenção, mas deve acontecer no dia 23 de julho.

É aguardar e conferir.

ELEIÇÕES 2022: EM NOVA FASE DE AUDITORIA, TCU DIZ QUE PLANOS DO TSE GARANTEM SEGURANÇA NO PROCESSO ELEITORAL

O Tribunal de Contas da União (TCU) atestou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) possui planos de contingência para garantir a segurança e a normalidade das eleições de 2022. O Tribunal de Contas também não identificou, até o momento, quaisquer riscos relevantes à realização do pleito eleitoral deste ano.

As conclusões fazem parte da terceira etapa de auditoria realizada pelo TCU para verificar, em todas as etapas da votação, desde a conferência das urnas eletrônicas até a totalização de votos, a segurança, a confiabilidade e a auditabilidade do sistema eleitoral. O resultado foi divulgado na sessão plenária desta quarta-feira (13).

“O TSE possui planos de contingências para situações específicas previstos em manuais ou normativos internos que oferecem proteção aos processos críticos na eleição de forma a não permitir a interrupção das atividades em caso de incidentes graves, falhas ou desastres ou ainda assegurar a sua retomada em tempo hábil a não prejudicar o resultado das eleições”, afirmou o ministro Bruno Dantas.

O ministro afirmou, ainda, que a “Justiça Eleitoral brasileira e o Tribunal Superior Eleitoral estão abertos a sugestões” e que isso “tem sido feito de forma constante pelas equipes de auditores do TCU e as equipes técnicas do Tribunal Superior Eleitoral”.

Flávio Dino diz que Bolsonaro é “irrecuperável”

Do ex-governador Flávio Dino (PSB) ao comentar a tese de que a PEC que autoriza aumento do valor do Auxílio Brasil e concede outros benefícios pode favorecer o presidente Jair Bolsonaro:

“Os mesmos que preveem a ‘recuperação de Bolsonaro’ desde 2019, sem que isso ocorra, estão prevendo-a novamente por força de benefícios temporários e limitados. Não vejo assim. Creio que ele é irrecuperável e perderá a eleição”

ELEIÇÕES 2022: SAIBA A DIFERENÇA ENTRE VOTOS VÁLIDOS, BRANCOS E NULOS

No dia 2 de outubro os brasileiros vão às urnas para escolher quais os candidatos que serão seus novos representantes. Nesse ano, o eleitor deve votar em cinco cargos: deputado federal, deputado estadual ou distrital, governador, senador e presidente (nessa sequência).

Na hora de finalizar o voto, as opções são confirmar, anular ou votar em branco. No entanto, as dúvidas sobre a diferença de votos em branco e a alternativa de anular o voto, continuam confundindo muita gente.

Apesar de ser um direito previsto na legislação eleitoral, o voto em branco e o voto nulo – que é aquele quando o eleitor digita uma numeração sem candidato correspondente -, não são utilizados para a contagem final da eleição.

Outro ponto importante é a opção que o eleitor tem de escolher para qual cargo eleitoral deseja anular seu voto ou digitar branco.

Ou seja, o eleitor pode votar apenas em uma das cinco opções de gestores nesse ano e anular os outros.

Mesmo assim, esse voto vai ser contabilizado. Por exemplo: a pessoa pode escolher apenas o deputado estadual e votar em branco ou nulo nos outros que, mesmo assim, a opção será validada como voto.

Lembrando que a sequência para os eleitores votarem nas urnas será: deputado federal, deputado estadual ou distrital, senador, governador e presidente (fique atento nessa sequência).

DINO MANDA INDIRETA PARA WEVERTON: “NO SENADO, NÃO USAREI ORÇAMENTO SECRETO PARA FALCATRUAS”

O ex-governador Flávio Dino usou as redes sociais para exaltar a história de vida de uma estudante do IEMA, escola de tempo integral implantada no seu governo.

E aproveitou para dar uma cutucada no senador Weverton Rocha (PDT), que está no centro do escândalo de emendas parlamentares do orçamento secreto no Maranhão denunciadas pela Revista Piauí.

“Chegando ao Senado, não usarei orçamento secreto para falcatruas, e sim verbas públicas para apoiar ESCOLAS e abrir avenidas de oportunidades”, disparou Dino.

O recado foi dado.

Bolsonaro, no momento, só tem candidato ao Senado no MA

Durante entrevista coletiva no Aeroporto de São Luís, nesta quinta-feira (14), antes de retornar a Brasília, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), deixou claro que, no momento, ainda não tem candidato ao Governo do Maranhão.

No entanto, ressaltou que na disputa pelo Senado no Maranhão, apoiará a reeleição do senador Roberto Rocha (PTB).

“Ee tenho ao Senado, que é o Roberto Rocha, que tá fechado”, afirmou.

Sobre o Governo do Maranhão, Bolsonaro ainda não se decidiu, já que pode apoiar o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSC), e o senador Weverton Rocha (PDT), que conta com o apoio do partido do presidente da República, inclusive com o PL indicando o vice-governador.

É aguardar e conferir.

Familiares do ex-governador Jackson Lago declaram apoio a Carlos Brandão

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) está conseguindo a proeza de reunir em torno de sua pré-candidatura praticamente todas os representantes das as forças políticas do Estado. Do grupo Sarney à família do saudoso ex-governador Jackson Lago, todos estão declarando apoio a Brandão.

Nesta quinta-feira (10), a manhã foi marcada pela “Selfie dos Lagos”, com Brandão, conforme comentou o secretário de Estado, Rodrigo Lago (Agricultura Familiar), em vídeo que registrou o encontro (veja acima).

À noite, o apoio dos lagos (pedetistas, em sua maioria) será sacramentado no grande encontro dos ex-militantes do partido.

Carlos Brandão hoje pela manhã com a viúva de Jackson Lago

Na oportunidade será entregue uma carta formalizando a adesão ao projeto do atual vice-governador, que, a partir do dia 31, sucederá o governador Flávio Dino, com sua desincompatibilização do cargo Executivo, a fim de concorrer a uma vaga no Senado Federal.

O grupo de militantes optou pela desfiliação do PDT por por não aceitar apoiar a pré-candidatura de Weverton Rocha.

O motivo, segundo os ex-pedetistas, é por não se sentirem representados pelo projeto do senador, além de alegarem que as decisões realizadas pelo partido deixaram de ser discutidas em plenária, desde a morte do ex-governador Jackson Lago.

A candidatura pedetista ao governo do Maranhão foi imposta de cima para baixo, portanto, não foi discutida pelas lideranças e não é unanimidade entre filiados, principalmente entre os membros mais antigos”, diz um trecho da declaração.

ABANDONO DE ALIADOS EXPÕE DESÂNIMO COM A PRÉ-CANDIDATURA PEDETISTA AO GOVERNO

TSE – Tribunal Superior Eleitoral
Urna eletrônica

É fato!O desânimo que tomou conta da pré-candidatura ao governo do senador Weverton Rocha (PDT), após a decisão do governador Flávio Dino em apoiar seu vice Carlos Brandão, já está sendo exposta pelos próprios aliados do pedetista abertamente.

O que antes circulava apenas nos bastidores da política maranhense, agora é tratado na mídia alinhada ao senador. E o assunto surge em tom de desespero para que Weverton não perca o resto do apoio que ainda tem.

Depois da decisão da maior liderança política do Maranhão, o governador Flávio Dino, vários nomes estão confirmando que vão caminhar com Brandão em 2022. Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, deputados e lideranças já começam a externar piblicamente sua preferência pelo vice-governador. Inclusive alguns que até pouco tempo atrás estavam atrelados ao projeto pedetista.

Sem saída, aliados do senador tratam o assunto como pressão do Palácio dos Leões. Mas o fato é que o amplo grupo montado por Flávio Dino nas duas últimas eleições continua unido. Salvo alguns desertores, liderados pelo próprio Weverton, que ainda insistem na natimorta pré-candidatura do pedetista.

O cenário é que após a decisão de Dino em prol de Brandão ter como consequência o grande crescimento do vice-governador nas pesquisas, aliados de Weverton desanimaram. E nem escondem mais o abatimento.